Escola conscientiza contra o mosquito Aedes Aegypti


Publicado em 19/04/2017 Gabinete do Prefeito Secretaria de Educação Cultura e Turismo Secretaria da Saúde e Bem Estar Social Fonte: Aline Haag

Atividades diversas foram realizadas por duas professoras com os alunos da Emef Nossa Senhora da Glória.


Ao longo dos últimos dias, as professoras da Emef – Escola Municipal de Ensino Fundamental – Nossa Senhora da Glória de Sinimbu, Janete Beatriz Brandt e Giovana Bloedorn, desenvolveram um trabalho especial com seus alunos. A partir do tema Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, todas as turmas dos anos finais realizaram atividades de conscientização, tanto dentro da sala de aula como fora dela.

Segundo Janete, as turmas iniciaram o trabalho através de leituras com informações sobre o que é a Dengue, como a doença pode ser transmitida, quais os sintomas, qual o tratamento e como prevenir. Todos os questionamentos foram explorados através de pesquisas e explanações entre as turmas. “Eles também pesquisaram e falaram sobre o que é a Zika e a Chikungunya, seus sintomas, como são transmitida, qual o tratamento e de que forma prevenir essas doenças. Também assistimos um documentário sobre a Dengue e o ciclo de vida do mosquito transmissor e outro sobre como preparar armadilhas para pegar mosquitos”, explica a professora.

Depois de assistir os documentários, os alunos receberam da professora uma garrafa PET e fizeram armadilhas. Com as armadilhas prontas, alguns alunos do 7º ano B, acompanhados da professora Giovana, percorreram algumas residências no centro de Sinimbu. “Eles entregaram aos moradores as armadilhas feitas por eles e explicaram como ela foi confeccionada e sua finalidade. Além disso, os alunos orientaram cada morador sobre a necessidade da prevenção, evitando criadouros de mosquitos”, detalha a educadora Giovana.

Alunos do 6º ano B também se envolveram nas atividades. Eles percorreram o pátio da escola e recolheram materiais que acumulam água, evitando dar possibilidade do mosquito se desenvolver.

PALESTRA

Além dos trabalhos desenvolvidos em sala de aula pelas professoras, os alunos da Emef Nossa Senhora da Glória também participaram de uma palestra com a enfermeira Regina Jaeger, do Posto de Saúde Central. A profissional orientou os alunos sobre as consequências e cuidados que todos devem ter em relação ao mosquito.

Ela frisou que é fundamental eliminar sempre qualquer foco existente. “É importante lembrar que é trabalho de todos nós evitar que a água fique parada e o mosquito consiga se desenvolver”, alerta a enfermeira.

 

Emefs Carlos Boettcher, Nossa Senhora de Fátima e Guararapes também realizaram ações

A Emef Carlos Boettcher Filho, de Rio Pequeno, também aderiu aos trabalhos de conscientização contra o mosquito Aedes Aegypti. Diversas ações foram realizadas nas últimas semanas, somando-se ao trabalho que já vem acontecendo há mais tempo no educandário.

Uma escadaria e um muro de contenção foram feitos ao lado da escola com pneus que seriam descartados. O trabalho foi realizado por alunos, pais e comunidade, com o intuito de evitar que os pneus armazenassem água em locais impróprios de descarte. O trabalho chegou inclusive a ser exposto na Expoagro Afubra, em março, e premiado pelo Projeto Verde é Vida.

Além disso, a escola promoveu ações de conscientização fiscalizando locais que poderiam acumular água parada, eliminando possíveis criadouros do mosquito. Palestras também foram realizadas para educar e instruir os alunos sobre a importância de prevenir a Dengue, Zika e Chikungunya.

Outra escola que se envolveu no combate ao mosquito Aedes Aegypti foi a Emef Nossa Senhora de Fátima, no Pinhal Santo Antônio. Com a coordenação da professora Eloci, os alunos realizaram atividades especiais na Semana da Saúde 2017, com o tema Combate ao Mosquito Aedes Aegypti.

Pesquisas sobre o mosquito e a criação de cartazes ilustrando cuidados fundamentais foram realizadas pelas turmas do 5º ano A e 5º ano B. Os alunos desenvolveram ainda uma ação conjunta no pátio da escola, recolhendo lixo e evitando água parada.

Já na Linha Almeida, a Emef Guararapes promoveu a leitura e explanação de textos e a confecção de cartazes preventivos com a turma do 3º ano. Os mesmos alunos também cantaram uma música falando sobre o mosquito Aedes.

Por sua vez, os alunos do 4º ano do educandário também leram textos, montaram tabelas com os sintomas das doenças causadas pelo mosquito e confeccionaram cartazes. Eles ainda realizaram uma saída de campo nas proximidades da escola para procurar fotos do mosquito.

Ainda na Emef Guararapes, os alunos do 5º ano realizaram a listagem dos métodos de prevenção das doenças. Os mesmos também saíram pela localidade procurando fotos do mosquito e leram textos sobre as doenças, formas de transmissão e outros assuntos ligados ao Aedes Aegypti. 

PrefeituraSinimbu
Alunos aprenderam a confeccionar armadilhas para o mosquito Aedes Aegypti. (Divulgação)
PrefeituraSinimbu
Equipe da Secretaria de Saúde participou do trabalho de orientação dos alunos. (Divulgação)
PrefeituraSinimbu
Armadilhas foram entregues para moradores do centro de Sinimbu. (Divulgação)