Páscoa teve menos guloseimas na Emei Criança Feliz


Publicado em 19/04/2017 Gabinete do Prefeito Secretaria de Educação Cultura e Turismo Secretaria da Saúde e Bem Estar Social Fonte: Aline Haag

Educandário inovou ofereceu um ninho de Páscoa com alimentos mais saudáveis.


Como em todos os outros anos, os alunos da Emei – Escola Municipal de Educação Infantil – Criança Feliz de Sinimbu receberam spresentes de Páscoa. Porém, diferente de outros anos, a cesta de cada aluno possuía menos guloseimas. Em compensação, produtos diferentes, mas muito saudáveis, preencheram os ninhos deixados pelo coelho da Páscoa.

Segundo a nutricionista da prefeitura de Sinimbu, Juliana Stona, a direção da Emei solicitou algumas ideias para diferenciar os ninhos de Páscoa que os alunos iriam receber. “Dei algumas ideias e pouco tempo depois, a direção me contou que a equipe da escola também havia pensado em alguns alimentos diferenciados e mais saudáveis”, revela.

Foi então que as serventes da escola começaram a confeccionar as bolachas de Páscoa. “Os alunos ajudaram a decorar e pintar. Com certeza foi muito proveitoso para eles, pois foi algo diferente e divertido”, salienta Juliana.

Além das bolachas, os ninhos de Páscoa continham paçoquinha de amendoim e o tradicional cri cri, tudo feito na creche. Pão em formato de coelho também foi confeccionado e distribuído no lanche dos pequenos na quinta-feira, dia 13. A diretora do educandário, Carine Heming Hirsch reitera que esta foi a primeira vez que a Emei pensou em algo diferente para a Páscoa. “Entregamos os ninhos para os pais dos alunos, pois confeccionamos eles reutilizando vidros de café e conservas. Reiaproveitamos material e inovamos no presente das crianças”, pontua.

Carine afirma que toda essa ação só foi possível graças ao apoio de toda a equipe de trabalho da Emei. “A escola é hoje responsável pela construção de hábitos e precisamos estar atentos a todos os momentos. Com essa ação, buscamos mostrar que a Páscoa não é só consumismo e sim vida que se renova. E nós renovamos com a reutilização de materiais e a alimentação mais natural e saudável”, avalia a diretora.

Para Juliana, promover ações como esta é uma forma de educar as crianças com relação a alimentação saudável. “Fiquei muito feliz, porque em muitos lugares os pequenos só recebem cestas cheias de chocolates, balas e outras guloseimas. É nessa fase que as crianças formam seus hábitos alimentares, por isso tudo que podemos fazer com eles nessa fase, é importante”, avalia.

 

PrefeituraSinimbu
Reutilização de vidros de café e conservas também foi destaque nos ninhos de Páscoa. (Divulgação)
PrefeituraSinimbu
Bolachas foram feitas pelas serventes, mas alunos ajudaram a decorar. (Divulgação)